Outras nádegas

 

sexta-feira, agosto 18, 2006

Seminário Fase 2 ou Todos os Gigantes Bocós Dançando Comigo, Assim Bem Bonito, “Eu me Remexo Muito, Eu me Remexo...”

E na segunda vez eu defendo o mito “O Brasil é o país do futuro”.
O professor propôs a seguinte atividade: Somos diplomatas juniores da ONU e temos que apresentar o Brasil em uma Assembléia Geral – professor adora essas frescurinhas, coisinhas pra se exibir pra aluninhos recém saídos do ensino médio, eu só não entendo uma coisa, pra quê?. Antes de tudo eu avisei ao professor que não conseguiria me concentrar. Gente a bunda dele é enorme, tô falando sério e ela fica balançando enquanto ele escreve no quadro, não dá né. Bom, depois algumas pessoas falaram de pontos “legais” do Brasil e eu me desesperei. O pessoal tava contando pra ONU que a gente é uma merda mesmo “e sinceramente não vejo muitas mudanças em um futuro próximo”. Ah vão te catar né. Vou explicar porque eu discordo. O Brasil tem um histórico lamentável. Economicamente falando nós vivemos mais de 50 anos com uma taxa de inflação superior a dois dígitos, o que nos leva a um desequilíbrio fiscal, indexação de preços, bla, bla, bla... Resumindo, o Brasil soube lidar durante meio século com problemas desse tipo e se manteve entre os mais “ricos” dos países subdesenvolvidos (horrível isso né, mas é assim). Mas isso só mostra que somos um país dinâmico, não é demagogia não. Em 8 anos foi possível estabilizar problemas como esses com uma única atitude: resolveram tentar administrar a colônia, colocar ordem na bagunça. Antes disso não se pode dizer que houve um governo de verdade. E mais, minha irmã mais velha pode dizer com folga que votou a mesma quantidade de vezes que a minha mãe, e a minha avô, e daí pra trás ninguém nunca soube mesmo o que era política. Já estava cansada e disseram “o Brasil vive um momento de redemocratização”. O caralho, o Brasil vive um momento de democratização. Quando eu nasci não tinha eleição pra presidente pô. Está bem, gente morreu durante a ditadura, os lindinhos viveram na década de 60 quando teorias não faltavam e todo mundo queria ser socialista. Vocês me perdoem a impertinência, de todo coração eu acho realmente muito bonito o que os sessentões de hoje fizeram durante sua juventude e entendo que faz parte do processo mas o futuro não iria acontecer no século de vocês. Aquilo tudo foi um século de euforia e populistas brincando de poder. Vocês fizeram a parte de vocês, começar a pensar em pensar e graças a isso hoje a gente começa a engatinhar. Se a história política do Brasil tem pouco mais de uma década e meia não pode-se dizer que somos assim tão desgraçados. Ser pessimista é tolerável quando se trata de pessoas que viveram uma época onde nem havia o que a gente chama de governo, meus pais são pessimistas porque lutaram e hoje pensam que nada daquilo adiantou. Opondo-se a mim estava a sala inteira e o bundão indecente do professor. Então eu entendi o que eles queriam dizer e dei o braço a torcer. Gente, meu professor tem 24 anos de idade, a minha turma é, em sua maioria, alunos entre vinte e trinta anos, são pessoas que nasceram junto com a constituição de 88 e são tão pessimista quanto a minha avó, ou mais. Entregaram os pontos, então a gente fica com o mito e com um monte de marionetes dançando. A gente se mexe mas é melhor ficar bem seguro.

Ps: coloquei a foto do Luciano Huck lá embaixo porque eu acho o cara um apresentador e tanto, ia escrever no post do dia mas... vocês já sabem a história né.

BEIJO NA BUNDA...


link | posted by Simy at 5:57 PM |


3 Comments:

Anonymous Juliano commented at agosto 18, 2006 6:55 PM~  

Já sei de uma coisa. Pra vc, não seria um bom professor. Primeiro, porque a simulação da ONU é uma coisa entre tantas outras frescurinhas que acho bacana fazer (se bem que no ensino médio, vá lá...). Segundo, sentiria na obrigação de ser extremamente cuidadoso com o andar e com os movimentos em sala. Seria como a lua; veriam apenas um lado, o da frente, jamais usando o quadro e despedindo-me da sala de ré.

Oh, Simy malvada...

***

Sobre otimismo X pessimismo, acho bacana a reflexão de Gramsci: "É preciso combinar o pessimismo da razão com o otimismo da vontade. Sou um pessimista pela inteligência mas um otimista por desejo".

***

Juro que vi Rogério Ceni na foto aí embaixo. Tem certeza que é o Huck?

:)

***

Abração!

Blogger Cris commented at agosto 18, 2006 11:28 PM~  

adorei o texto. só não gosto quando você fala mal dos professores... ô, menina malcriada!! humpf!

Blogger Yvonne commented at agosto 19, 2006 4:20 PM~  

Querida, parabéns pelo maravilhoso texto. Beijocas

Want to Postar um comentário?

powered by Blogger